Timidez

Esses dias li uma frase, que me fez pensar bastante sobre o assunto:
“Só quem é tímido sabe o que é querer mostrar ao mundo que é incrível e não conseguir…”
Ser tímido não é ser antissocial, não é ser mal educado, não é ser quieto e introvertido. Ser tímido não é só não ser falante ou ter vergonha em algumas situações. Acho que todo mundo que é tímido já ouviu “ah, eu também sou tímido” de alguém claramente não-tímido e se sentiu irritado. É porque todo mundo tem um pouco de timidez dentro de si… Até as pessoas mais extrovertidas e “caras de pau” têm seus momentos de timidez. Mas isso não a faz uma pessoa tímida, e eu entendo bem esse sentimento de “QUERIDO, PARA DE FALAR QUE É TÍMIDO! VOCÊ NÃO ENTENDE NADA SOBRE ISSO!!!” hahaha.
Ser tímido vai muito além de momentos de vergonha, é um jeito de ser. Com o tempo você pode até encontrar mecanismos pra driblar a timidez, pode melhorar em alguns aspectos, mas o tímido sempre vai ser tímido, não diz pra ele não ser. Você acha mesmo que a pessoa gosta de ficar vermelha toda vez que alguma coisa acontece? Acha mesmo que alguém escolhe ficar tão sem graça a ponto de chorar em determinada situação? Garanto que todo tímido daria tudo pra deixar de ser.

mensagens-para-pessoas-timidas-parte-2-7

Eu sei o que é travar completamente no meio de uma conversa, eu sei o que é entrar em pânico e não conseguir falar para muitas pessoas, eu sei o que é chorar no meio de um jantar porque não conseguiu segurar a timidez. E, como na frase que citei acima, eu sei o que é ter um mundo dentro de si e não conseguir colocar para fora, ter tantas ideias, vontades, inúmeras coisas para mostrar, mas simplesmente não conseguir fazer isso. Eu sei o que é ouvir que você não fala, que é antipático, que deveria ser diferente. Também sei o que é gostar de alguém e não conseguir demonstrar, as pessoas acharem que você não tem nenhum interesse por elas ou que simplesmente não se importa. Sei como é sentir demais, se importar demais, mas isso ficar entalado dentro de si.
A timidez já me fez travar, me desesperar, ter vontade de sumir. Já me fez desistir de coisas importantes, me sentir impotente e triste por não conseguir mostrar que existem qualidades aqui dentro. Mas aprendi a falar com os olhos, com o sorriso, com pequenos gestos. Aprendi que a maioria dos indivíduos que irão passar pela minha vida não irão saber nem um décimo sobre mim. Aprendi que é preciso paciência por parte das outras pessoas para ver o que carrego aqui dentro, e quase ninguém tem. Mas aqueles que têm são os que importam de verdade. Aqueles que não querem só passar conseguem quebrar medos, muros, inseguranças. Conseguem conhecer quem eu sou de verdade.

Anúncios