Rotina

Acordo, pego um livro, folheio algumas páginas. Não consigo ler. Sinto fome, abro a geladeira, olho, fecho. Não consigo comer. Muitas ideias na mente, mas nada concreto. Tento escrever, nada sai. Preciso conversar, mas com quem? Sobre o que? Meu estômago está embrulhado, estou feliz mas não consigo sorrir. Tem alguma coisa fora do lugar, alguma coisa precisa mudar. Mas o que? Não é você. Não sou eu. Ou seriam os dois? Não sei se tem a ver com a gente. Talvez essa seja a única peça que anda se encaixando na minha vida. Talvez não. A solidão sempre fez parte de mim, nunca pude me sentir completa. Hoje você me faz feliz, mas ainda falta. Falta o que? Você é o homem dos meus sonhos. Mas quais meus sonhos? Talvez sua perfeição não se encaixe neles. Talvez seja pra ser assim, nada pode ser perfeito demais. A vida não é uma comédia romântica, que acaba naquele, subentendido, felizes para sempre. O “felizes para sempre” é quase um início. Um início de uma vida normal, com brigas e confusões. Isso, essa é a palavra! Confusões da minha mente, que ninguém é capaz de entender. Nem mesmo eu. E, no meio disso tudo, o tempo vai passando. E eu vou pensando, imaginando, criando, menos mudando. Preciso mudar, mas antes descobrir. Descobrir o que precisa sair e o que precisa ficar. Descobrir o que vai me fazer feliz de verdade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s